Embrapa lança aplicativo que calcula nutrientes da lavoura de soja

Um balanço nutricional da plantação de soja, com as quantidades de nutrientes e corretivos de que a lavoura necessita, na tela de um tablet ou smartphone do agricultor. É isso que promete o aplicativo Nutri Meio-Norte, módulo soja, o primeiro do gênero desenvolvido pela Embrapa. A apresentação do software foi feita na feira agropecuária AgroBalsas, que aconteceu nesta semana, no município de Balsas, no sul do Maranhão .

“Com o resultado, o produtor pode adequar a adubação e ter eficiência no uso de nutrientes”, garante o pesquisador Henrique Antunes, que gerencia a plataforma e é, com o professor Danilo Eduardo Rozane, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), responsável pelas informações técnicas. Segundo ele, a ferramenta traz mais segurança ao produtor na aquisição e uso de fertilizantes e corretivos, ao recomendar a adequada nutrição das plantas.

O software foi desenvolvido no ano passado pelo então estagiário de tecnologia da informação Filipe Ribeiro Chaves, da Associação de Ensino Superior do Piauí (Aespi-FAPI), da equipe vencedora da maratona Hackathon Acadêmico Embrapa 2017, no Piauí.

Economia e rapidez na gestão da plantação

A ferramenta, já disponível gratuitamente na internet para sistema Android (Play Store) e em breve para iOS (App Store), é indicada para o Maranhão e o Piauí, por analisar apenas amostras de folhas coletadas nesses dois estados. Entretanto, o uso do aplicativo poderá ser ampliado para Bahia e Tocantins, alcançando assim toda a área de produção de grãos da região Matopiba, segundo a Embrapa, quando o banco de dados receber informações desses estados.

Para a Embrapa, a tecnologia traz rapidez, economia e precisão na gestão da lavoura de soja. A avaliação final do balanço nutricional da planta, por meio da ferramenta, no entanto, sempre dependerá de uma análise de tecido vegetal feita em laboratório especializado.

“É uma inovação tecnológica de fácil acesso ao banco de dados criado pela Embrapa Meio-Norte (Piauí), que gerou os sistemas Integrado de Recomendação e Diagnóstico (DRIS) e o Diagnose da Composição Nutricional (CND)”, destaca Antunes.

O próximo módulo a ser lançado é o de feijão-caupi, segundo a Embrapa, e também apresentará o balanço nutricional da planta. Os pesquisadores já estão trabalhando o banco de dados para iniciarem os testes com a ferramenta.

(Fonte: Secretaria Nacional de Agricultura)