Fronius participa do processo de construção do submarino Riachuelo

Foi lançado ao mar na última sexta-feira (14) o submarino Riachuelo construído pelo Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB). Esse é o primeiro de uma série de cinco submarinos, sendo quatro convencionais e um com propulsão nuclear. Os testes de porto e mar podem durar cerca de dois anos e só após este período o submarino será incorporado à Força de Submarinos, subordinada ao Comando-em-Chefe da Esquadra Brasileira.

A concretização desse programa vai fortalecer o Brasil com tecnologias de ponta, melhorar os setores industriais e capacitar profissionais em atividades especializadas. O PROSUB prioriza a aquisição de componentes fabricados no Brasil para a construção de seus submarinos e traz um forte incentivo à base industrial de defesa. Uma das empresas escolhida pela PROSUB foi a Fronius do Brasil, responsável pelo processo de soldagem durante a construção do submarino.

Entre as máquinas de soldagem utilizadas destacam-se: a TransPocket 2500  e a Magic Wave 5000 (fotos abaixo). A primeira garante um arco voltaico sempre estável e solda todos os tipos de eletrodos de até 5mm com total segurança na costura vertical. E a Magic Wave 5000 é uma fonte de solda de corrente contínua/alternada TIG totalmente digitalizada, especialmente usada para aplicações de alumínio. Ela se caracteriza por uma estrutura robusta e um conceito de operação simples.

Os outros submarinos estão sendo fabricados, simultaneamente, no Complexo Naval de Itaguaí e seus lançamentos estão previstos para 2020 (S41 – “Humaitá”), 2021 (S42 – “Tonelero”) e 2022 (S43 – “Angostura”).

(Fonte: Assessoria de Imprensa – Fronius).