Fronius vai demonstrar novidades de soluções de soldagens na Fenasucro & Agrocana

Entre os dias 21 a 24 de agosto acontece um dos principais eventos do setor sucroenergético no mundo, a feira Fenasucro & Agrocana.  O evento será no centro de Eventos Zanini, Sertãozinho ( SP). A expectativa da feira é movimentar R$ 4 bilhões de reais em negócios, 7% a mais que em 2017.

A multinacional austríaca Fronius estará presente demonstrando suas últimas soluções de soldagens. Um dos grandes destaques da empresa na feira é a máquina Arcing (foto abaixo) que foi desenvolvida especificamente para o revestimento em frisos dos rolos de moendas das usinas de açúcar e álcool.

Por possuir um sistema moderno e seguro, não necessita de um operário. Segundo o gerente de solda da Fronius, Claudio SÁ é um equipamento robusto e muito fácil de manipular. Por ter tochas refrigeradas, o consumo do bico de contato (o que faz a solda) é menor, resultando em menos paradas e menos manutenção do sistema. “Outra vantagem para o consumidor é o uso do Arcing para realizar reparos nos frisos durante a safra, ou seja, onde há desgastes contínuos (linhas de desgaste localizadas entre o material do friso e a camada da lateral aplicada – veias de desgaste que geram a quebra de pedações do friso) ”, explica.

Para facilitar sua manipulação, oferece estabilizador de arco totalmente digital, faixa de entrada de energia estendida, multi-voltagem compatível e o gabinete foi montado no carrinho da própria fonte de soldagem. É protegido pelo IP 67 **, ou seja, produto completamente protegido à prova de poeira e água. O sistema suporta por 30 minutos sua imersão dentro da água em profundidade de até um metro. A soldagem pode ser realizada de diversas formas: picote, solda lateral, solda base, solda de sobrebase e chapisco.

Pequenas e resistentes

A empresa está expandindo o seu mercado e estarão disponíveis no estande máquinas manuais para o consumidor final com produtos de até 350 A (amperes). As Transpocket 150 e Transpocket 180 (foto abaixo) possuem um design mais moderno e ergonômico, quando comparada a anterior, além de serem mais eficientes e fáceis na operação.

Por ter uma construção elétrica do tipo inversora tem um aproveitamento de mais de 90% em relação ao extraído da tomada e entregue durante a soldagem. Por este motivo também pode ser ligada em qualquer tomada doméstica, industrial ou até mesmo de um pequeno gerador sem causar sobrecarga na rede.

De acordo com Sá, dentre inúmeros benefícios, por se tratar de um inversor, ela garante as características perfeitas de soldagem para diversos tipos de eletrodos, propiciando regulagem mais rápida e precisa.  “ Como resultado, a máquina oferece maior facilidade na abertura de arco, menos respingos além um arco voltaico extremamente estável” comenta.

O equipamento possui grau de proteção IP 23, isso significa que está protegido contra água aspergida a um ângulo de até 45 graus e contra objetos sólidos com Ø maior que 12mm. Ainda tem proteção reforçada nos cantos contra abrasão e pequenos impactos. Por serem resistentes são indicadas para canteiros de obras; construções; oficinas; depósitos e etc.

Estas ferramentas são ideais para aplicações que requerem mais praticidade, mobilidade e precisão.  Ela é leve, portátil, robusta e única disponível no mercado que solda eletrodo celulósico. Pode ser usada com TIG também e possui tecnologia Arc Force (recurso para facilitar abertura do arco em eletrodo no qual somente máquinas grandes possuem esta função no mercado).

(Fonte: Assessoria de Imprensa)