Klüber Lubrication divulga novo produto para limpeza de engrenagens

A Klüber Lubrication, empresa do Grupo Freudenberg que fabrica lubrificantes, graxas e óleos para vários segmentos, apresenta ao mercado seu novo produto recomendado para a limpeza de engrenagens. Trata-se do Klüber-Summit Varnasolv, que dissolve rapidamente resíduos de verniz e carbonização quando adicionado em uma concentração de 10%.

Segundo a fabricante, um grande problema encarado pelas indústrias é a contaminação mais profunda na forma de depósitos causados por óleo muito envelhecido. Nesses casos, é inevitável limpar as engrenagens usando um óleo de limpeza e de maneira manual. No caso do Klüber-Summit Varnasolv, primeiramente, deve-se drenar cerca de 10% do óleo para engrenagens e, depois, acrescentar a mesma quantidade do produto. Após 40 a 60 horas de operação, o óleo pode ser drenado. Os resíduos restantes podem ser removidos mecanicamente. Para situações nas quais as condições de carga sejam importantes, a versão de maior viscosidade, pode ser usada.

A mudança nas condições de operação requer o uso de um tipo diferente de óleo. Deve-se ter o cuidado de reduzir a interação entre os dois tipos de óleo, o velho e o novo. Quando uma troca desse tipo é realizada algum resíduo do óleo velho sempre permanecerá na engrenagem. Em muitos casos esses resíduos não podem ser tolerados e precisam ser removidos de alguma forma. O método mais simples e indicado é o flushing, feito após a drenagem para remover os resíduos, se possível quando o óleo ainda está quente. É uma limpeza preventiva, evitando o acúmulo de resíduos.

O flushing ainda pode ser utilizado na troca de óleo mineral para o sintético. Nas transmissões mais velhas em particular, pode-se presumir a presença de resíduos de óleo na carcaça, nas linhas de óleo, etc., que podem ser dissolvidos pelos óleos sintéticos. Se esses resíduos não forem removidos podem causar problemas durante a operação. Filtros e linhas de óleo podem entupir e os selos, bombas e dentes podem ser danificados.

Para evitar esses danos, as engrenagens ou sistemas de circulação do lubrificante devem ser lavados com o óleo sintético novo depois que o óleo velho tiver sido drenado – idealmente na temperatura de operação. O óleo sintético que foi usado no flushing não deve ser utilizado posteriormente para lubrificação. Antes de abastecer com o óleo sintético novo, os filtros de óleo ou elementos de filtragem devem ser substituídos.

(Fonte: Assessoria de Imprensa)