Plano adequado de manutenção pode gerar economias a usinas de álcool na entressafra

Com o início da entressafra, as usinas de álcool e açúcar avaliam as condições do maquinário e começam a preparar a estrutura para o próximo período de trabalho. De acordo com a fabricante de especialidades químicas Quimatic Tapmatic, uma análise criteriosa do estado de máquinas e estruturas neste momento pode representar uma economia de até 80% para as usinas.

“Nem sempre é necessário ou vantajoso substituir os equipamentos avariados na safra anterior por modelos novos”, ressalta Jozivaldo da Silva, químico da Quimatic Tapmatic. “Em muitos casos, a manutenção corretiva ou preventiva recupera as máquinas devolvendo o mesmo grau de eficiência anterior por um custo equivalente a apenas 20% do preço de uma máquina nova.”

No caso de máquinas com trincas, furos e desgastes, a recuperação pode ser feita com resinas epóxi de alta resistência que devolvem o formato original do equipamento e permitem estender o uso por até mais 2 safras, sem necessidade de nova parada para manutenção. Também é possível utilizar o mesmo produto para criar camadas de sacrifício em máquinas novas, deixando as superfícies originais sempre intactas e com maior vida útil.

Para estes trabalhos, a Quimatic Tapmatic disponibiliza as resinas epóxi Plasteel. Com excelente adesão sobre todos os tipos de metais, inclusive o aço inox, os produtos da linha formam uma barreira protetora de alta resistência, impermeabilidade e impenetrabilidade sobre os equipamentos, protegendo-os da corrosão, cavitação, abrasão e desgastes causados por fluxo de caldo de cana, água salina e água contaminada com areia, pedra ou cinza.

Além da linha Plasteel, a empresa sugere para o período de entressafra a aplicação de Protetivo Agro sobre tratores, arados, colheitadeiras, ferramentas e outros implementos guardados a céu aberto. A película formada pelo produto é cerosa, antiestática e mais seca que a de outros protetivos disponíveis no mercado, enfatiza o fabricante. Essa combinação ajuda a repelir de maneira mais eficiente a poeira e garante a proteção mais longa contra o risco de corrosão devido à chuva, poeira e sol forte.

O Protetivo Agro também acaba de ser aprovado em “Teste de Eficácia Repelente em Roedores”.  Isso significa que além de conferir excelente proteção anticorrosiva e melhorar o aspecto visual de máquinas e equipamentos, a solução também ajuda a proteger fiações e conexões sujeitas ao ataque de roedores que danificam esses componentes e se tornam parte muito onerosa da manutenção.

“Ao investir em manutenção, tanto corretiva como preventiva, as usinas economizam, conservam seu patrimônio e asseguram o perfeito funcionamento das máquinas para a próxima safra”, conclui o químico da Quimatic Tapmatic.

Isentos de compostos orgânicos voláteis, tanto a linha Plasteel como Protetivo Agro são ecologicamente corretos e podem ser encontrados em revendas de todo o país.

(Fonte: Assessoria de Imprensa)

Para mais informações sobre a linha de produtos:

www.quimatic.com.br/solucoes-industria/usinas-de-acucar/

www.quimatic.com.br/produtos/protetivos-lubrificantes/protetivo-agro/