Manipuladores Fuchs MHL 350F otimizam resultados com redução de combustível

As máquinas da Fuchs (marca da Terex) são destaques das operações na Colômbia da Ternium, uma das maiores siderúrgicas da América Latina. As negociações e conclusão das vendas, que envolveram duas máquinas Fuchs MHL 350F, foram conduzidas com sucesso pela Stewart & Stevenson, um dos principais parceiros e distribuidores de equipamentos Fuchs, na Colombia, desde 2006. O distribuidor opera no mercado colombiano há mais de 20 anos com filiais em Bogotá, Cali, Medellin, Barranquilla, Bucaramanga e Cerrejón.

A Ternium já tinha em seu parque industrial uma máquina MHL 320 e outra MHL 360, totalizando, agora, quatro equipamentos. As novas máquinas, recentemente adquiridas, serão utilizadas na otimização de todo processo de organização e limpeza do pátio de reciclagem da empresa. No pátio da Ternium, na Colômbia, grandes pedaços e partes de resíduos ferrosos que surgem da construção civil, automotiva, eletrodomésticos e outros negócios, são reaproveitados para a fabricação de novos produtos.

“Esses equipamentos foram selecionados devido às experiências anteriores e positivas com as máquinas Fuchs. Além de serem altamente duráveis, de grande capacidade e velocidade as MHL 350F se adaptam a todos os tipos de trabalhos que são realizados na planta, 24 horas por dia, 7 dias por semana, destaca Julio Cesar Rey – Gerente Divisão Equipamentos, da Stewart & Stevenson.

As máquinas MHL 350F contam com implementos do tipo garra e de eletroimã que podem ser substituídos facilmente através do sistema de troca rápida. Os equipamentos servem tanto para descarregar os caminhões no pátio, quanto para separar materiais, organizar as pilhas de resíduos e, posteriormente, depejar o ferro velho nas máquinas que trituram os metais. Por conta do braço de 16 metros do equipamento, é possivel economizar tempo e combustível no deslocamento das máquinas. Também são observadas vantagens em relação a configuração do equipamento sem direção, o que aumenta a visibilidade do operador no momento da movimentação, a tecnologia na cabine melhora o conforto da operação, a velocidade e a força nos movimentos garantem o bom funcionamento da máquina.

“Trata-se de um processo de produção extremamente eficiente e sustentável. Quando a empresa opta por utilizar sucata na composição de produtos novos chega a economizar 40% de matéria prima. Dois terços da energia elétrica são utilizados na produção da Ternium, quando comparamos com a utilização exclusiva do minério. Além disso, há 30% menos liberação de resíduos sólidos e 3% menos de partículas na atmosfera, tornando o processo mais limpo”, comenta Sandro Sato, Gerente Regional de Vendas Fuchs para a América do Sul.

(Fonte: Assessoria de Imprensa)