Associação dos Exportadores de Algodão comemora novo recorde de exportação do produto

Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), entre julho de 2018 e abril de 2019 o país atingiu a marca histórica de 1,04 milhão de toneladas embarcadas de algodão em pluma, ultrapassando o último recorde de 1,03 milhão de toneladas exportadas na safra 2011/2012.

A Associação Nacional dos Exportadores de Algodão (Anea) já previa que o Brasil poderia obter um ótimo desempenho e acredita que é possível alcançar o patamar de segundo maior exportador mundial de algodão, ainda neste ano. Com a performance da commodity, Henrique Snitcovski, presidente da Anea, reforça que o País está cada vez mais próximo desta meta. “Para completar o ciclo da safra de 2018, ainda faltam os meses de maio e junho”, afirma.

Um dos principais atributos do setor produtor de algodão brasileiro, de acordo com Snitcovski, é a união do segmento, que trabalha para superar desafios, desenvolver e aperfeiçoar a presença da fibra nacional em diversos mercados, com qualidade, regularidade e competitividade.

(Fonte: Assessoria de Imprensa)