Gehaka lança novo medidor de umidade G2000 com foco no agronegócio

O aparelho tem uma grande importância para cooperativas, produtores rurais, cerealistas e armazenadores, porque proporciona dados precisos para a comercialização de grãos, como o percentual de umidade e a temperatura. Os resultados obtidos oferecem muito mais segurança nas operações e transações comerciais para esses tipos de commodities agrícolas.

Recentemente, a 11ª estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para a safra de grãos 2018 totalizou 227,3 milhões de toneladas. “Historicamente, as perdas na produção de grãos no Brasil, em função de diversos fatores, atingem um índice de 10% (mais de 22,7 milhões de toneladas no ano passado). Se for considerada uma imprecisão de 1% nas medições de umidade realizadas com instrumentos não devidamente ajustados, calibrados e controlados, isso causará perdas astronômicas em dinheiro e um impacto econômico absurdo”, analisa Christian Claudot Kaufmann, diretor comercial da Gehaka.

Assim, o medidor de umidade de grãos de bancada Gehaka G2000 serve para garantir ao produtor e ao comprador que a mercadoria seja entregue dentro das especificações da lei. Com as ações do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) a partir de 2017 e o controle dos instrumentos medidores de umidade utilizados nas transações comerciais de grãos, os prejuízos causados por medições imprecisas foram significativamente reduzidos. “Os envolvidos na transação comercial têm, agora, a garantia de que o novo equipamento não foi fraudado. Para quem vende é uma solução de segurança, porque a medida está sendo obtida corretamente. É também uma proteção de fato para todo o mercado”, explica Alexandre Fernandes, diretor de engenharia da Gehaka e responsável pelo desenvolvimento do aparelho.

 

Mais informações pelo site: www.gehaka.com.br

(Fonte: Assessoria de Imprensa)