Randon anuncia crescimento com receita líquida de 45% em 2018

Em  coletiva de imprensa nesta semana, as Empresas Randon anunciaram um fechamento do exercício de 2018 com crescimento acentuado na maior parte das linhas de negócios, o que ocupou patamares próximos da totalidade da capacidade de produção da Companhia.

Também houve ampliação das operações fora do Brasil, além do crescimento das exportações diretas, fatores que integram o objetivo estratégico de expansão internacional e de aumento de competitividade. Com isso, a empresa obteve aumento de 45,1% na receita líquida consolidada, chegando a R$ 4,3 bilhões.

Diante deste cenário, as Empresas Randon registraram em 2018 uma receita bruta total de R$ 6 bilhões, 43,4% superior à obtida em 2017. No exercício, o EBITDA consolidado foi de R$ 559,8 milhões, 81,6% superior a 2017 e margem EBITDA de 13,1% (10,5% em 2017). O lucro líquido consolidado foi de R$ 151,7 milhões, com margem líquida de 3,6% – em 2017, o lucro líquido foi de R$ 46,7 milhões, com margem líquida de 1,6%.

“O desempenho de 2018 consolida o crescimento iniciado no ano anterior, conquistado porque mesmo na crise promovemos a readequação de processos e de estruturas organizacionais, investimos em modelos de negócios robustos e diversificados. Com isso, quando o mercado reaqueceu, estávamos prontos para atender a demanda. Chegamos aos 70 anos com a solidez necessária para seguirmos conectando pessoas e riquezas para gerar prosperidade”, declara o presidente das Empresas Randon, David Randon.

Os resultados do último trimestre de 2018, quando a receita bruta total somou R$ 1,7 bilhão, também contribuíram para o bom desempenho do ano. A receita líquida consolidada atingiu R$ 1,2 bilhão no período, um acréscimo de 42,1% em relação ao mesmo trimestre de 2017, no qual havia somado R$ 853,2 milhões. Já o EBITDA consolidado do quarto trimestre foi de R$ 124,6 milhões e margem EBITDA de 10,3% (9,2% no quarto trimestre de 2017). Nos últimos três meses de 2018, o lucro líquido consolidado totalizou R$ 35,4 milhões, com margem líquida de 2,9%.

Em 2018, a Divisão Autopeças representou 50,8% das receitas totais da Companhia, seguida por 45,3% da Divisão Montadoras e 3,8% da Divisão de Serviços Financeiros. Ao final de 2018, os produtos com maior participação na receita das Empresas Randon foram semirreboques (39,3%), materiais de fricção (25,8%) e eixos e suspensões (9,3%).

(Fonte: Assessoria de Imprensa)