M&T Expo confirma cenário favorável para oportunidades de negócios, afirmam expositores

A M&T Expo 2018 (10ª Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração), que está sendo realizada em São Paulo até quinta-feira (29/11), começa a dar bons resultados.

De acordo com os organizadores, diversos expositores entre as 800 marcas presentes na feira fazem análise otimista sobre a frequência de visitantes e também sobre negócios realizados ou iniciados. Um bom exemplo é o caso da Bomag Marini Latin America. Segundo Walter Rauen, presidente da empresa, no primeiro dia foi vendido um produto lançado na M&T Expo, o Carbon T-Box 160, uma usina de asfalto configurada em três módulos, tipo contêiner.

“Nossa expectativa era bem positiva antes do início da feira e está se confirmando. Além da venda do nosso lançamento, tivemos um volume grande de visitantes em nosso estande e conseguimos vender produtos de outras das nossas linhas de produtos”, informa Rauen.

Clima otimista em relação aos negócios é detalhado também pela John Deere. “Estamos com uma expectativa bastante positiva, principalmente pelo fato de a indústria de máquinas já ter crescido este ano em torno 40%, quase 50% em relação ao ano passado. Para 2019 será só alegria. É mais expectativa positiva e mais investimento a caminho. Estamos seguros de que essa feira está representando a retomada de um ciclo, um ciclo mais próspero para a infraestrutura brasileira”, diz Roberto Marques, diretor de Venda da divisão de Construção da John Deere.

Também a Volvo Construction destaca a importância de estar presente na M&T Expo num momento em que a economia brasileira apresenta sinais de uma retomada. “É extremamente relevante nossa participação na feira para estreitarmos os contatos com nossos distribuidores e clientes”, afirma Luiz Marcelo Daniel, presidente da Volvo Construction Equipment Latin America.

A Volvo Construction exibe em seu estande na M&T Expo 16 equipamentos, sendo que destes, 14 são lançamentos de produtos, incluindo a nova linha de escavadeiras de 20 e de 22 toneladas, a nova carregadeira de duas pás, o caminhão rígido R100 e o caminhão articulado A60, o maior caminhão do mundo nessa categoria.

Balanço parcial positivo é relatado também pela Komatsu. “O mais importante é que temos recebido clientes muito qualificados. São visitantes realmente interessados em prospectar a compra de equipamentos”, afirma Luciano Rocha, gerente geral da Divisão de Equipamentos de Construção da Komatsu.

(Fonte: Assessoria de Imprensa – M&T Expo)