Sprinter Street é destaque no transporte de alimentos nos centros urbanos

O furgão e o chassi com cabina Sprinter 313 CDI Street da Mercedes-Benz proporcionam muitas vantagens aos clientes no transporte de alimentos, bem como na distribuição de produtos em áreas urbanas. A principal delas é a livre circulação nas grandes cidades, mesmo em zonas de restrição, respeitando apenas os rodízios de placas, como os automóveis.

“A Sprinter furgão Street pode ser dirigida por motoristas com CNH da categoria B, o que facilita o dia a dia de quem trabalha com transporte na cidade e nas curtas distâncias”, afirma Jefferson Ferrarez, diretor de Vendas e Marketing Vans da Mercedes-Benz do Brasil. “Além disso, as dimensões compactas e o reduzido círculo de viragem da Sprinter asseguram ótima dirigibilidade e facilidade de manobra para os motoristas, agilizando as operações de carregamento e descarregamento, mesmo em locais estreitos e de difícil acesso. Ela oferece ainda um elevado padrão de conforto e segurança para o motorista e os ajudantes”.

Linha Sprinter oferece amplas opções de escolha aos clientes

Com 60 versões à escolha dos clientes, a família de veículos comerciais leves Sprinter é formada pelos modelos 313 CDI Street (Peso Bruto Total – PBT de 3,50 ton), 415 CDI (PBT de 3,88 ton) e 515 CDI (PBT de 5 ton).

A oferta de furgões Sprinter abrange diversas opções de capacidade volumétrica de carga, que vão de 7,5 m³ a 15,5 m³. A maior porta lateral corrediça da categoria, com até 182 cm de altura e 130 cm de largura, permite o fácil carregamento de um palete pela lateral do veículo, o que também pode ser feito pela porta traseira, agilizando e otimizando a operação logística. Esta é uma vantagem essencial para a movimentação de cargas e produtos em supermercados e nas centrais de distribuição.

A abertura de 270 graus da porta traseira e a exclusiva versão com portas corrediças nas duas laterais do veículo flexibilizam as operações, ampliando as possibilidades de carga e descarga em locais estreitos e de difícil acesso, como no setor de supermercados. Com duas opções de alturas internas (1,65 e 1,94 m) e quatro comprimentos (5.245 / 5.910 / 6.945 / 7.345 mm), a linha de furgões assegura múltiplas escolhas e maior produtividade aos transportadores.

O chassi Sprinter, que é encarroçado por empresas implementadoras, dá mais opção de escolha para os clientes. Robusto e resistente, o chassi com cabina está apto para receber vários tipos de carroçarias e equipamentos, como baú, carga seca, baú frigorificado, carga seca aberta e bebidas, entre outras. Para o caso de baús, a capacidade volumétrica de carga até 22 m³ é vantajosa ao cliente que pode aproveitar 100% deste espaço.

(Fonte: Assessoria de Imprensa)