Tendência de uso de novas tecnologias nas aplicações de máquinas e equipamentos será destaque na Conexpo Latin América

As equipes estão avançando na indústria da construção. Muitos fabricantes se concentraram em tornar suas máquinas mais inteligentes através do uso de sistemas de tecnologia que tornam as operações mais eficientes.

“É importante olhar para a tecnologia de máquinas de construção de uma maneira diferente do que simplesmente fornecer mais informações à cabine da máquina”, explica Ed Savage, gerente de produtos da Vermeer. “Em vez disso, a tecnologia precisa ser integrada aos controles da máquina, ajudando a simplificar as operações”.

A atualização de máquinas e equipamentos e o uso das novas tecnologias para otimizar investimentos também serão temas em destaques na CONEXPO Latin Aamerica. O evento será realizado em Santiago, no Chile, entre os dias 2 e 5 de outubro.

A CONEXPO Latin América espera reunir dezenas de milhares de participantes de toda a América Latina, que poderão interagir diretamente com os principais interessados e especialistas técnicos do setor da construção, oferecendo assim uma oportunidade única.

Os palyers do mercado acreditam que a tecnologia está na vanguarda e a integração de muitas inovações em equipamentos de construção está aumentando a produtividade e o tempo de atividade nas operações do canteiro de obras.

Andrew Kahler, gerente de marketing de produtos da John Deere WorkSight e ForestSight, destaca os quatro principais desenvolvimentos que ajudaram a levar a indústria da construção a novos níveis de produtividade, tempo de atividade e eficiência:

• Telemática.

• Controle de inclinação.

• Pesando a carga útil.

• Veículos aéreos não tripulados (drones).

A telemática, por exemplo, é uma das principais tecnologias que está mudando a maneira pela qual a indústria da construção conduz seus negócios. Um sistema telemático pode fornecer alertas de diagnóstico para máquinas a fim de ajudar a evitar tempo de inatividade, roubo e uso indevido de máquinas.

A tecnologia é capaz de rastrear e criar remotamente relatórios de dados como localização, consumo de combustível e operação de máquinas. A John Deere, por exemplo, oferece o JDLink, que monitora esses aspectos do equipamento. No entanto, Kahler diz que um dos aspectos mais úteis do JDLink é a disponibilidade dos produtos.

“A natureza acessível desse sistema ajuda os clientes a gerenciar suas frotas e canteiros de obras com eficiência e de qualquer lugar. Diariamente, os distribuidores locais da John Deere monitoram as máquinas de seus clientes, permitindo que eles se concentrem no trabalho que estão fazendo. Além disso, os dados de máquinas fluem pelo centro de monitoramento de integridade de máquinas John Deere, que se concentra na visão geral da integridade e manutenção preventiva das máquinas”, diz Andrew Kahler.

Mais informações em http://www.conexpolatinamerica.com/